Ebola



O temível Vírus


O vírus do ebola  é proveniente do continente africano, onde o seu hospedeiro natural são morcegos que se alimentam de frutas.

De alguma forma seja ela natural ou não, esse vírus contaminou os seres humanos pela primeira vez na década de 70, assombrando aqueles que ficaram estarrecidos com a alta mortalidade ocasionada por esse terrível vírus.

Da década de 70 para cá surtos dessa doença apareceram e desapareceram de forma misteriosa, ocasionando muitas mortes no continente africano.

Enquanto nós brasileiros assistíamos a copa do mundo e gritávamos gol, o surto dessa doença atingia novamente a África. Só que dessa vez o problema não ficou só nesse continente, dessa vez a doença está se globalizando e hoje possivelmente ela atingiu o solo brasileiro.


Estamos preparados para para combater essa doença?




Essa é a pergunta que não quer calar, mas se formos observar a situação atual do nosso Sistema Único de saúde, vamos ter que rezar.

Para complicar a situação nossas fronteiras são uma porta escancarada para a passagem de tudo e de todos, tornando muito difícil o controle do que e de quem entra e sai de nosso país.

A única forma de nos proteger será buscar informações sobre essa doença e por ações defensivas em prática.


Sintomas da doença


Variando por um período de dois a vinte dias, os sintomas dos infectados aparecem sendo confundidos com uma gripe muito forte. O que pode ajudar a disseminar o vírus pois qualquer contato com as secreções eliminadas pelos infectados é capaz de infectar outras pessoas, causando assim um círculo onde a morte chega a um percentual de 60 a 70 % daqueles que contraíram a doença.

Assim em locais onde ocorre imigração de pessoas de países com focos de ebola é bom observar se estas pessoas não apresentam:




  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Garganta inflamada
  • Dor articular e muscular
  • Fraqueza.

  • E se o caso já estiver em estado agravado os sintomas são esses:

    1. Vômitos
    2. Diarreia
    3. Vermelhidão nos olhos
    4. Inchaço dos genitais
    5. Hemorragia interna e externa (alguns pacientes podem ter sangue saindo de seus olhos, nariz, boca, orelhas ou reto)
    6. Erupção ou hemorragia ao longo da pele e mucosas.     


    Então a forma mais eficaz de evitar essa doença é não manter contato com os fluídos corporais, sangue e outras secreções dos contaminados,  e sempre lavar as mãos com água e sabão ou álcool gel.


    No vídeo abaixo assista o que esse terrível vírus pode causar:


                                                                      
                    

    Vídeo:   afpbr   
    Imagem: wikipedia
    Share this article :
     
    Reações: 

    Postar um comentário

     
    Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
    Copyright © 2011. Diversão, informação e muito mais... - All Rights Reserved
    Template Created by Creating Website Published by Mas Template
    Proudly powered by Blogger