Carne feita em impressora 3D ficção ou realidade?

 Startup "Modern Meadow" aims to print raw meat using bioprinter

Quando você compra alguma carne no açougue, você sabe que ela veio de um gado que foi criado em uma fazenda não é mesmo?.

Mas imagine se este corte de carne, perfeito para o seu jantar de domingo, tenha sido feito a partir do zero - sem o abate de qualquer animal.


Pois bem nos EUA inventores acreditam que podem fazer exatamente isso - fazendo carne crua artificial usando uma impressora 3D.


Peter Thiel, um dos capitalistas mais importantes do Vale do Silício , co-fundador do PayPal e investidor do Facebook no início, acabou apoiando a empresa com US $ 350.000 (£ 218,000). A equipe criado por pai e filho  Gabor e Forgacs Andras, eles querem levar a impressão 3D para um nível totalmente novo.


Para que ocorra a 
impressão tridimensional de objetos sólidos é preciso como ponto de partida um modelo digital. Esse processo também é conhecido como fabricação aditiva: que consiste em fazer com que a estrutura de pequenas gotículas sejam "impressas" - camada por camada - através de um bocal de jato de tinta cuidadosamente controlado.

Após vários dias os fusíveis bioink  com o apoio de agarose são removidos. O tecido é colocado em um biorreator e dado estimulação de baixa freqüência para amadurecer as fibras musculares.


O princípio já tem sido usado em torno de mais de uma década, e já é utilizado com sucesso para criar jóias, brinquedos, móveis, carros, e até mesmo - mais recentemente - partes de uma arma.


Alguns pesquisadores também conseguiram imprimir alimentos como chocolate.


Mas o professor Gabor Forgacs, da Universidade de Missouri, diz que para o bioprinting fazer algo que faz parte de uma criatura viva é muito mais desafiador do que fazer um brinco ou uma barra de chocolate.


"Estamos imprimindo material ao vivo - células  estão vivas quando estamos imprimindo-as", diz ele.


"A Impressão de biomaterial é um jogo de bola completamente diferente." Prof Forgacs diz que ele e sua equipe já conseguiram produzir um protótipo, mas que ainda não é adequado para o consumo.

Para a medicina regenerativa a bioengenharia, os cientistas primeiro obtém células-tronco ou outras células especializadas de um animal através de um procedimento comum, conhecida como biópsia.


As células-tronco são células capazes de se reproduzir muitas vezes, e também pode se transformar em outras células especializadas. Uma vez que as células são multiplicada em números suficientes, elas são colocados em um bio-cartucho.


Portanto, em vez de tinta tradicional ou de um material como o plástico, o cartucho de impressão 3D contém algo chamado de bioink feito de centenas de milhares de células vivas.


Uma vez impressos na forma desejada, as partículas naturalmente do bioink se fundem para formar o tecido vivo.


 ( via bbc.co.uk )

Fonte: disclose


Share this article :
 
Reações: 

Postar um comentário

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2011. Diversão, informação e muito mais... - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger